sábado, 3 de março de 2018

"Doenças difíceis e a linguagem do corpo"

Todas as doenças difíceis na verdade; "quem é difícil é a pessoa". Ela é que não entende que tem que soltar o passado, que não pode mais ficar negativa, se magoando, com raiva, guardando ressentimentos. Por que? Porque tem uma glândula no centro da nossa cabeça chamada Hipotálamo. Ela derrama sobre a corrente sanguínea, toxinas, enzimas, matérias, que dependendo da emoção que você tenha, é o que vai inundar as suas células.
Se você tem raiva, tristeza, mágoa; tudo isto tem materiais apropriados liberados, que vão intoxicando o organismo.
Uma pessoa que pratica meditação, ioga e que faz caminhadas, que abraça árvores; que procura trabalhar o "soltar"; perdão, a alegria de viver, a gratidão, ela não tem doença!
E se você vê uma pessoa bastante alegre socialmente e ela tem uma doença, é porque ela era alegre só socialmente, não era feliz por dentro. Estou falando em ser feliz, grato pela vida, grato à Deus, ver o lado bom das situações; "dentro", sinceramente na alma, de você ter um coração de criança. Porque, nada acontece por acaso!
Cristina Cairo em seu Programa, Linguagem do Corpo, Rádio Mundial/SP, 04/06/16